As Tendências de Bem-Estar Wanderlust 2018

Vê qual as nossas previsões para 2018 e quais as tendências de bem-estar que estão no topo.

As previsões de Bem-Estar Wanderlust já chegaram! Toma nota da nossa lista cuidadosamente elaborada de algumas das tendências mais antecipadas de 2018. O mais certo é veres algumas destas tendências nos nossos eventos, na Wanderlust TV ou na nossa primeira expo de bem-estar, a Wellspring. Já sabes qual preferes?

1. Meditação como uma Necessidade

Nunca precisaste de ser budista para poderes meditar— se isso ainda não estava claro o ano passado, está agora. A revista TIME e a Forbes.com partilharam recentemente estudos que ilustram o poder desta prática para reduzir o risco de doenças cardíacas e conduzir a melhor genes e até forneceram exercícios de meditação https://www.forbes.com/sites/dinakaplan/2017/12/21/a-meditation-for-vacation-and-holidays/#2ed057db1717 para ajudar as pessoas a introduzirem pequenos momentos de mindfulness nas suas agendas agitadas. Muitas pessoas têm uma certa reserva em relação à meditação porque acham que não têm tempo ou que a meditação é algo para hippies que adoram yoga. (Sim, adoramos meditação, mas QUALQUER pessoa pode adorar meditapeladiscutivelmente, a sltrapassada histemos antecipar o mesmo (ou mais) para suas agendas ção). No entanto, com aplicações como o Headspace e vídeos como o Wanderlust 21-Day Meditation Challenge, é óbvio que a meditação tornou-se mais atingível e acessível. À medida que entramos em 2018, encontramos pessoas de todas as classes sociais que estão a adotar esta atividade mindful, tornando-a parte da sua rotina diária. (E não poderíamos estar mais entusiasmados.)

2. Athleisure para Qualquer Tipo de Yoga 

O athleisure tem vindo a ganhar popularidade nos últimos anos e não mostra sinais de estar a abrandar. Na verdade, em 2018, podemos esperar que o athleisure se torne ainda mais específico, com peças desenhadas para serem multiusos (por outras palavras, as marcas estão a aceitar o facto de que usa as suas calças de yoga para ir a um bar). Também vamos ver mais peças desenhadas para estilos específicos de yoga. Precisas de um onesie confortável ou umas calça guru? Algo simples enquanto fazes a transição de uma reunião para um vinyasa sesh? Ou queres uma roupa que te permita combinar a corrida com um pós cardio? Este ano, haverá inúmeras  oportunidades de moda para todas as tuas necessidades de yoga.

3. Um Novo Respeito Pela Energia Feminina (Incluindo os Círculos da Lua)

2017 foi um grande ano para as mulheres e podemos antever o mesmo (ou mais) para 2018. A energia feminina, que é celebrada numa variedade de textos históricos, tem vindo, indiscutivelmente, a ser superada por uma energia masculina, mais agressiva. Isto é verdade qualquer que seja o género — dizemos muitas vezes aos rapazes para não chorarem ou encorajamos as mulheres a “acalmarem-se” de forma a suprimirem as emoções. Este ano esperamos ver mais pessoas a encontrarem formas criativas de abraçarem a sua energia feminina. Vamos ver isto com o aumento de popularidade dos Círculos da Lua ou reuniões desenhadas para definir intenções que estejam em sintonia com a lua. As pessoas estão a aderir a banhos de som na lua cheia, a planear jantares inspirados na lua, a começar grupos espirituais ou simplesmente a desenhar ciclos de forma a melhor compreender mudanças de vida maiores ou menores. (Regresso a Saturno, alguém?) As mulheres estão a encontrar mais maneiras de expressar o seu poder - e muito disso significa estar em sintonia com a lua.

4. Encontrar a TUA dieta em vez de uma dieta DA MODA

Não é difícil encontrar uma nova dieta da moda. Em 2017 mudanças na comida e no estilo de vida como o Whole 30 ou a dieta Keto tomaram de assalto a área da alimentação, à medida que promoviam benefícios únicos em comida-boa-para-ti. Mas em vez de se regerem pelas regras de vida destas dietas, cada vez mais pessoas estão a usá-las como um esquema para como comem e a construir as suas próprias regras. 2018 tem tudo a ver com sintonizares-te com o teu corpo e descobrir o que é melhor para ti. Este ano verás as pessoas a construir as suas próprias dietas, em vez de levarem os livros à letra. Estamos a sintonizar-nos com os nossos corpos para recolher pistas sobre como nos sentimos sobre tantas coisas diferentes, seja os nossos relacionamentos, carreiras ou paixões, então por que não incluir a nossa comida nesta equação? O que significa registares a tua experiência - ou anotar como certas coisas te fazem sentir. Sentes-te incrível ao trocar o pão, mas por alguma razão o sourdough funciona? Achas que um meio termo saudável para a cafeína é um chá preto de um mercado local? A tua dieta é inteiramente tua –adota-a!

5. Respiração em Êxtase e Respiração Holotrópica

Muitos de nós reconhecem o pranayama na nossa prática de yoga, mas os benefícios da respiração devem existir muito para além do nosso tapete. Em 2018 esperamos ver mais respiração em êxtase, especialmente respiração Holotrópica. Esta abordagem poderosa está desenhada para ajudar os praticantes a entrar num nível de autoexploração, levando a uma transformação positiva. O processo é bastante simples: a respiração holotrópica combina respiração acelerada com música evocativa, num cenário simples, mas especial. O objetivo é entrar num estado de consciência “fora do normal”. Este estado ativa o processo natural de cura interior da psique, trazendo ao praticante um estado particular de experiências interiores. Desenvolvida pelo psiquiatra checo Stanislav Grof, a respiração holotrópica já existe há algum tempo, mas começa agora a a flutuar na área do mainstream. Não deve demorar muito até que vejamos o trabalho de respiração a juntar yoga e meditação nos altos escalões da indústria do bem-estar.

6. Os Alimentos Fermentadas Estão a Ficar Ainda Melhores

Kombucha, kimchi e sauerkraut são agora completamente mainstream. Em 2018 podem esperar mais do mesmo — mas com alguns twists ainda mais cool e saboroso. Crus fermentados, ou pimentas em conserva, aipo, cenoura e couve-flor estão a dominar as prateleiras dos supermercados e dos mercados locais. Os alimentos fermentados podem ser encontrados nos menus de uma variedade de restaurantes diferentes, sejam esses estabelecimentos defensores de uma alimentação saudável ou não. O Kombucha — talvez o mais popular dos alimentos — está a torna-se tão habitual em bares como a cerveja artesanal —  existem até sabores de gelado inspirados nesta bebida gasosa. As vendas de kombucha estão também a disparar e os cafés de kombucha estão a aparecer em todo o país. Os sabores da própria bebida também estão a ficar mais criativos, incluindo o Health Ade Reishi Chocolate e o Humm Pomegranate Lemonade. O mesmo é verdade para o kimchi e o sauerkraut; sabores criativos incluem o Wildebrine Madras Curry and Cauliflower e o  Mother in Law’s Napa Cabbage. É claro que o DIY também é uma opção. E com o enfâse em orçamentos focados na comida e no planeamento de menus, podemos esperar ver mais pessoas a encontrarem as suas próprias receitas destes fermentados. (Podemos sugerir o livro de cozinha Wanderlust Find Your True Fork?)

7. Fazer Barulho Sobre o Desperdício

À medida que as mudanças climáticas dominam os canais de noticias, o ativismo ambiental continua a aumentar. Os movimentos de Desperdício Zero estão a mudar a forma como organizamos as nossas vidas. Em vez de nos focarmos em produtos de uma só utilização ou em produtos descartáveis, muitos estão a encontrar formas inovadoras de reutilizar e reciclar As palhinhas de plástico estão out e os recipientes reciclados estão in. Empresas como a Imperfect Produce tornaram simples apoiar causas anti-desperdício de comida ao fornecerem aos subscritores uma caixa de legumes e frutas imperfeitas (apesar de serem totalmente utilizáveis e deliciosas). As celebridades de desperdício zero Lauren Singer e Daniel Silverstein abriram recentemente a Package Free em Nova Iorque, uma loja que vende (quase) tudo o que uma pessoa precisa para fazer a transição para um estilo de vida desperdício zero. Além disso, as pessoas estão a encontrar formas mais criativas de reutilizar, tal como as borras de café para uma máscara facial ou o sangue menstrual como um fertilizador. De que formas te vais tornar criativa com a reciclagem?

8. Bebidas com Infusões Adaptogénicas

O que é que o Ashwagandha, o Manjericão Sagrado e a Maca têm em comum? São tudo poderosas plantas conhecidas como adaptogénicas. Provavelmente já ouviste falar de adpatogénicos —  são um ingrediente crucial no famoso Moon Juice e muitas vezes recomendado como um suplemento para pessoas que lidam com stresse e ansiedade. Os adpatogénicos melhoram bastante a capacidade do nosso corpo de se adaptar ao stresse, quer seja uma agenda agitada, mudanças de vida caóticas ou outros fatores stressantes, ao aumentar a estamina, energia, endurance e clareza mental. Em 2018 podemos esperar ver estas plantas milagrosas em mais do que cápsulas — vamos vê-las em algumas das nossas bebidas favoritas. Desde receitas como o Chocolate Quente com Infusão de Adpatogénicos ao Cold Brew e a Smothies, os entusiastas do bem-estar estão a  tornar-se mais e mais criativos na forma de ingerir estas plantas mágicas.

9. Ficar sem Wi-Fi 

As redes sociais podem estar a mudar o mundo, mas as pessoas ainda estão à procura de forma de se tornarem analógicas. “Desligar” é agora uma prioridade tão importante como cuidarmos de nós. Muitos restaurantes estão a adoptar uma política sem telefone, enquanto outros estão a oferecer descontos para quem guarda os seus dispositivos. O mesmo está a acontecer nos hotéis  —Hipcamp, um site de campismo de Airbnb, oferece locais fora da rede para quem procura tempo longe do ecrã. O Hotel Mandarin em Las Vegas até oferece uma “escapadela digital de bem-estar” , assegurando-se que não vai espreitar. E, claro, sinta-se à vontade para desligar num evento Wanderlust. Tire uma selfie e depois largue o telemóvel para um dia de felicidade analógica!

10. Epigenética e Biohacking

Este ano, preparem-se para verem o termo “epigenética” um pouco mais. Epigenética é o estudo de como diferentes sinais biológicos e ambientais afetam a nossa expressão de ADN. Por exemplo, em vez de mudar o próprio ADN, os sinais epigenéticos promovem a mudança numa série de grupos químicos de metilo ligados a um gene, ligando-o e desligando-o. Os cientistas estão a investigar como os hábitos alimentares modificam a expressão do gene nos adultos e nos seus descendentes. É verdade  - o que come agora pode ter impacto no ADN dos seus futuros filhos ou netos. Organizações como a Nestlé, a EpiGen e o German Research Center for Environmental Health estão a investigar o impacto epigenético da alimentação e da rotina de exercício. À medida que mais informação é revelada, podemos esperar que os especialistas em bem-estar defendam formas de maximizar a nossa expressão de ADN. Isto é similar ao Biohacking ou usar formas inovadores de catalisar a nossa saúde. E enquanto isto foi uma tendência em crescendo nos últimos anos, estamos a começar a vê-lo especialmente ligado à saúde feminina. Novas ferramentas como a aplicação MyFLO permitem às mulheres fazer mais do que seguir o seu ciclo menstrual— promove formas criativas de aliviar os sintomas de TMP através da alimentação, exercício e rotinas. A FemaleFuel está a pesquisar, a desenvolver e a fabricar uma novíssima quantidade de suplementos nootrópicos especificamente para mulheres. Se estás à procura de explorar novas formas de potenciar a sua saúde física, 2018 será um bom ano para ti.

11. Hygge para o Estúdio em Casa

Hygge, a tendência dinamarquesa para se aninhar e ficar confortável mas chique, subiu em popularidade o ano passado. Hygge (que se pronuncia ‘hoo-ga’) é literalmente o “sentimento de estar em casa”. Só esta definição explica porque as pessoas ficaram loucas com ele – quem não quer embrulhar-se em pele de carneiro falsa e malha de algodão? Em 2018 esperamos ver esta tendência de design de conforto a chegar ao estúdio em casa. A melhor parte é que pode adoptar este estilo sem gastar muito. Algumas velas levemente perfumadas, um candeeiro de sal, ou plantas em vaso são perfeitas para conseguir este look, mas na verdade é o que preferires! (Vendo bem, é o teu estúdio em casa!) Como é que vai o teu Hygge?

12. Inserir a Aventura no Dia a Dia

Com os bloggers de viagens e os fotógrafos a chegarem a um nível de fama que rivaliza com as celebridades da lista B, está a tornar-se cada vez mais fácil viver aventuras através de desconhecidos digitais. Toda a gente se está a inspirar e a tirar partido das atividades de ar livre inovadoras. O termo “guerreiros de fim-de-semana” subiu em popularidade quando Gale Straub do She Explores usou o termo como uma forma de identificar os entusiastas de ar livre que quebravam a sua semana de trabalho, das 9h às 17h, com longas viagens de campismo ao fim de semana. #Vanlife inspirou famílias, casais e viajantes individuais a partirem e explorarem a  natureza, nem que seja por alguns dias. Esperem que mais pessoas procurem formas criativas de exercitar o seu wanderlust. Seja a aderir a um novo passatempo, como SUP yoga, ciclismo de montanha, corrida de trail ou slackline, a “rotina de aventura” é algo do futuro e não podíamos estra mais entusiasmados.

Procura algumas destas tendências num evento Wanderlust 2018. Esperamos ver-te lá!

Amanda Kohr é editor do Wanderlust. Pode encontrá-la a explorar novos caminhos, a beber café ao jantar e no Instagram. https://www.instagram.com/cozycaravan/